Sábado, 29 de Setembro de 2007
Olhem só o que eu fiz!

Há uns meses atrás, enviei uns poemas, para uma revista com um pouco de esperança que alguns fossem publicados. Qual não é o meu espanto e a minha felicidade quando alguém me diz que publicaram três dos que enviei.

Afinal o sonho tornou-se realidade, resta continuar a sonhar que talvez um dia

apareça um livrinho por aí.

Hoje e para não faltar vou escrever um poema, que fala de encantamento

 

Sortilégio

Percorro o teu corpo com o pensamento

Fica transparente como folha de Outono

Deambulo nele até ao esquecimento

E regresso ao meu, exausta , ao abandono!

Caminho sobre o teu corpo com andar macio

Sinto uma alegria há muito adiada

Decifro o trilho há muito vazio

Mas é apenas sonho, estou encurralada!

Quero estar contigo num abraço apertado

E acendo apenas o fogo da memória

Confesso que teu corpo me é desejado!

E o meu, ainda faz parte da tua história.



publicado por rosafogo às 23:40
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

Novo blog

Netas nossas princesas

Porquê ?

Acontecer

Sem retorno

Longevidade

Fio da meada

A começar o Inverno

Jardim de mulheres

Dia cinzento

arquivos

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favoritos

Homem e poeta

Palavras desalinhadas

Asas que tive

PROVOCAÇÃO CONFLITUOSA

TERÇA E QUARTA FEIRA II

NASCER EM BERÇO DE OURO

INTELECTUALIZAR

MAIS UMA MEDALHA DE OURO!

Perdidamente perdida

Poema para a Terra calada

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds