Quinta-feira, 18 de Outubro de 2007
Olá

Ontem não tive internet , daí não ter tido o prazer de tirar mais um poema da gaveta, vou fazê-lo agora. Este prazer de fazer versos embora eu saiba que são bem singelos, só tem paralelo com  o prazer de viajar,ou de cantar, dançar, ler... encontro sempre algum encanto, em qualquer destes prazeres, neles eu consigo transitar para um mundo diferente, bem mais bonito do que o mundo interesseiro em que se vive.

 

 

 

 

Sopro de vento

A Vida é uma estrada no tempo

È um sopro de vento

À procura do Norte!

 

A Vida é ai é lamento

Que tem por intento

A procura da Morte!



publicado por rosafogo às 19:18
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

Novo blog

Netas nossas princesas

Porquê ?

Acontecer

Sem retorno

Longevidade

Fio da meada

A começar o Inverno

Jardim de mulheres

Dia cinzento

arquivos

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favoritos

Homem e poeta

Palavras desalinhadas

Asas que tive

PROVOCAÇÃO CONFLITUOSA

TERÇA E QUARTA FEIRA II

NASCER EM BERÇO DE OURO

INTELECTUALIZAR

MAIS UMA MEDALHA DE OURO!

Perdidamente perdida

Poema para a Terra calada

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds