Quarta-feira, 24 de Outubro de 2007
Dia cinzento

Hoje o dia esteve cinzento e a noite está triste sem uma única estrela a alegrar o firmammento.

E neste moer de tempo, vou mastigando a vida um pouco sem rumo.

 

 

 

Lembrança de menina

 

 

Foi ontem, era menina!

Com laços e com sorrisos

Oiço ainda aquela voz pequenina

E vejo os cabelos, pretos e lisos.

 

Era fruto a amadurecer!

Lua mentirosa no Céu!

Gaivota deixando-se envolver

Rouxinol que a cantar adormeceu.

 

Trazia já sede de poesia!

Na mente, nasciam flores!

Minhas asas livres batia

E nos sonhos tinha amores!.

 

Agora mal me conheço

Tenho aquele(ontem) vazio!

E ao recordar reconheço

Que a Vida está por um fio!.



publicado por rosafogo às 21:11
link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De Miguel Leal a 6 de Novembro de 2007 às 18:45
OLA AVO!!!! ta muito bonito o teu blog os poemas tao muito bonitos......
Continua a fazer mais ....
ainda ha de ca vir muita gente comentar...
beijinhos
ADEUS


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

Novo blog

Netas nossas princesas

Porquê ?

Acontecer

Sem retorno

Longevidade

Fio da meada

A começar o Inverno

Jardim de mulheres

Dia cinzento

arquivos

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favoritos

Homem e poeta

Palavras desalinhadas

Asas que tive

PROVOCAÇÃO CONFLITUOSA

TERÇA E QUARTA FEIRA II

NASCER EM BERÇO DE OURO

INTELECTUALIZAR

MAIS UMA MEDALHA DE OURO!

Perdidamente perdida

Poema para a Terra calada

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds